Já pensou em realizar a mesma tarefa que um colega de trabalho e ganhar aproximadamente 40% a menos que ele? Se você for mulher, essa hipótese provavelmente é verdadeira. O gráfico desta publicação mostra que indivíduos com a mesma escolaridade podem ganhar mais ou menos a depender do seu sexo. Você acha isso justo?

Além de revelar um critério sexista na definição da remuneração, é importante lembrar que a renda é o principal meio de acesso a bens e serviços, e por isso é um bom termômetro para medir a qualidade de vida. Ou seja, pode-se inferir que o trabalho masculino, em média, gera um retorno maior aos homens em termos de bem-estar, se comparado com o trabalho feminino e o retorno para as mulheres.

Autora: Mariana Parreiras, graduanda em Administração Pública na Fundação João Pinheiro, sob a supervisão de Bruno Lazzarotti, pesquisador na Fundação João Pinheiro.

Elaboração própria do gráfico, com dados retirados da reportagem do G1 disponível em https://g1.globo.com/economia/concursos-e-emprego/noticia/mulheres-ganham-menos-que-os-homens-em-todos-os-cargos-e-areas-diz-pesquisa.ghtml.

Deixe uma resposta

Fechar Menu